Voz

V o z  

Cezar Ubaldo

 

Grito nos teus ouvidos
com minha voz quase muda;
me apiedo mais dos sábios
do que dos loucos…

 

Para criar um banner deste artigo em outro site,
copie e cole o texto abaixo em sua página.

<style type=”text/css”><!–.quote {width:468px; padding: 6px; border: solid 1px #456B8F; font: 10px helvetica, verdana, sans-serif; color: #222222; background-color: #ffffff}.quote a {font: 13px arial, serif; color: #003399; text-decoration: underline}.quote a:hover {color: #FF9900; }//–></style><div style=”float:left;padding:5px;”><img src=”/” width=”50″ alt=”” /></div><div><a href=”http://www.autores.com.br/200806256186/Literatura/Poesias/voz.html&#8221; target=”_blank”>Voz</a><br />Qua, 25 de Junho de 2008<div align=”right” style=”width:468px”><p style=”text-align:right;”>© 2009 – <a href=”http://www.autores.com.br/&#8221; target=”_blank”>Autores.com.br</a></p></div></div>

Visualizar :

Anúncios

2 Respostas to “Voz”

  1. Amigo Cezar, um belo poema, em que metáfora, tese e antítese se contrapõem em um belo jogo de signos. Mais uma vez, é o amor que sobressai, pois é o ardor da paixão que dá o mote. Uma beleza!

  2. É importante entrar no espirito da poesia.O Poeta Abilio Terra o fez muito bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: